Entenda os principais pontos do marketing tradicional e marketing digital

Crédito: Divulgação

Num mundo cada vez mais conectado naturalmente é preciso deixar a empresa online, cada vez mais presente na internet, seja apresentando novidades ou reforçando seus valores. A transformação do tradicional marketing já vem ocorrendo há anos e alguns especialistas afirmam que o futuro é digital. Mesmo neste processo de mudança, muitas pessoas ficam em dúvida sobre as diferenças entre o marketing tradicional e o marketing digital.

Essa dúvida instigou a Muud! a falar sobre este assunto importante, pois os processos de atuação do profissional são distintos, ainda que o marketing tradicional seja usado para nortear alguns pontos do digital, e a diferença para quem busca este tipo de trabalho pode ser realmente sentida no bolso e na valorização da marca.

Quando você quer buscar algum serviço, como pedir uma pizza, o que você faz? Garanto que muita gente vai responder que corre no computador ou celular para pesquisar no buscador mais conhecido do mundo inteiro, o Google, onde está a pizzaria mais próxima. Quem não está online, perde muito com isso. Essa conta é simples e é a mais pura realidade, ainda que virtual.

Foi-se o tempo em que as pessoas pegavam um jornal ou até um guia de publicidade do bairro para ver qual a pizzaria mais próxima de casa ou que oferecesse um preço mais em conta. Hoje, o consumidor faz sua busca online e essa é a principal diferença do marketing tradicional e digital.

Marketing que já conhecemos

O tradicional tem seus pilares na comunicação corporativa, que funciona na parte interna da empresa e seus colaboradores, e conta ainda com ações de marketing direto e publicidade, o que envolve o cliente final. Nessas três ferramentas básicas, entendemos as práticas com alguns exemplos:

Comunicação corporativa e relações públicas: O profissional dentro desta área de atuação elabora projetos de comunicação interna, entre os colaboradores e fornecedores, e reforça isso por meio de jornais impressos e murais. Nesses materiais são colocados informações e valores da empresa, notícias que mexem com quem circula dentro dela.

Marketing direto: Trabalha na preparação de materiais físicos, como um folheto ou encarte de jornal, que vai levar informações e ideias da marca para seus consumidores. Essa ferramenta não costuma ser barata, mas muitas pessoas investem nisso acreditando ter um resultado mais palpável, já que conhecendo seu público, vai buscar locais que eles frequentam ou produtos que consomem.

Publicidade: A publicidade é mais direcionada também para materiais físicos, como outdoor, panfletos e fachadas, por exemplo.

Essas três ações que citamos acima são as mais básicas e feitas a partir de um estudo, algo em comum com o marketing digital. A linguagem utilizada varia de acordo com a finalidade de cada setor que envolve a companhia, outro item parecido com o que fazemos online.

Imagine você que todo esse trabalho sendo feito sem qualquer comunicação online como um site, página nas redes sociais e e-mails marketing. Desafiador, não?

Marketing digital

O marketing digital é uma evolução e abrange pontos importantes da comunicação como um todo. No quesito da comunicação interna, o digital avança na criação de conteúdo e na disseminação do mesmo na internet por meio de blog e redes sociais.

A presença online da empresa se torna algo real, onde as pessoas podem pesquisar e encontrar determinado produto - e isso sem a tradicional publicidade. Na internet, fazemos o chamado marketing de busca, que permite aos especialistas traçarem o comportamento do consumidor e tornar isso como uma chave para ser encontrado em meio a tantos serviços disponíveis numa única página do Google.

A interação com o consumidor é algo recente nas redes sociais e torna o SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) um pouco mais despojado. Afinal, muitas pessoas buscam a empresa nessas plataformas para reclamar, fazer críticas, sugestões e elogios. O relacionamento aqui ocorre em diferentes redes, como o Facebook, Twitter, Google+, Youtube e outras.

Ao invés de carta, flyer ou folder, a empresa pode enviar um e-mail marketing - ou até o newsletter - diretamente para o consumidor. Pode, por meio desta ferramenta, trata-lo de forma mais direta, conhecer mais a fundo seus compradores. Nessa conta, também é possível economizar materiais da natureza e dinheiro da empresa.

Diferente da publicidade tradicional, uma informação no blog, em diferentes formatos (vídeo, áudio e escrita) ou uma postagem nas redes sociais podem dar a empresa a chance de viralizar um assunto que faça o consumidor se conectar emocionalmente com a marca. Aqui, a publicidade pode também pode ser feita por meio de banners.

Ao contrário do marketing tradicional, que precisava elaborar seus levantamentos presencialmente com as pessoas, o digital permite um estudo mais amplo e torna a pesquisa online disponível para diferentes pessoas de várias partes do mundo. Pelo meio digital, é possível ainda fazer estudos de como a empresa está sendo vista pelo consumidor e como gerenciar isso positivamente.

Ganha também o consumidor final, que encontra em poucos cliques informações sobre a marca, produtos e serviços e opiniões de clientes que já compraram. São informações cada vez mais claras!

O marketing digital é uma ferramenta que permite às empresas a chance de se comunicarem diretamente com seus clientes sem terceiros, permitem que eles deem um feedback mais rápido e também transformem possíveis problemas em boas oportunidades de negócio.

De qualquer forma, o marketing é uma ferramenta fundamental para o sucesso da empresa e estar online é imprescindível para que as pessoas conheçam mais sobre seu trabalho, vejam seus novos produtos e entendam a importância que a marca tem na vida delas.

 

1


Por: Mariele Fantini - 22/6/2016 às 17:01